quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Olá garotas!

Fui na academia e tava numa moleza só! Ficava bocejando e era uma dificuldade prá erguer as pernas e os braços com o peso que uso normalmente. Só pode que estava fraca por conta do desarranjo intestinal. Depois, na meia hora de aeróbicos, foi tranquilo. Ainda bem.
Esse desarranjo tá bem estranho. É algo fraco e o pior dia foi segunda. Segunda não postei, não fui na academia e só queria ir prá casa dormir. Nos dias seguintes, foi melhorando, mas ainda não tá legal.
E eu morro de medo de ter infecção urinária porque uma vez peguei uma dessas viroses e perdi muito líquido e aí, consequentemente tive infecção urinária.
Por isso minha preocupação em tomar bastante líquido. Já vou pegar uma garrafinha e encher de água para ir tomando aos poucos!!!
Hj tô sentindo os braços e as pernas, como se fosse uma das primeiras vezes que estou indo a academia, rsrsrsrs....

Na revista Claudia deste mês, tem uma dieta da água. Não li ainda, só folhei a revista.

Meu filho é uma figura! Rsrsrs... acho que todas as mães ficam admiradas com seus próprios filhos, rsrsr. Mas assim, ele tá numa ânsia de ler, de descobrir as letrinhas que só! Então, ontem ele pediu chá. Depois ele repetiu várias vezes, a palavra "chá" e disse: Chá começa com X de Xuxa, né mãe? Fiquei pensando o que ia dizer prá ele, como ia explicar que o som é de x, mas na verdade começa com ch. Fiquei pensando e de repente ele já falou outra coisa, e fiquei sem respondê-lo.

Ontem, ele foi pilchado prá escolinha. Ai, tão bonitinho meu gauchinho! Na guaiaca (cinta que segura a bombacha) tem um lugarzinho prá colocar moedas e outro prá colocar a arma do gaúcho. Nunca comprei arminhas prá ele, nem de plástico nem de qualquer outro material. Mas os coleguinhas tem e ele me pediu. Não sei se compro prá matar a curiosidade dele, explicando que não é certo apontar a arminha prá ninguém, que isso machuca e etc e tal ou se não compro e pronto. Imagino que se for como os outros brinquedos, ele vai brincar no começo e depois fica por lá. Mas tô em dúvida.


Bjos e boa quinta!

3 comentários:

Gi-vida saudável disse...

hahha
cç é figura mesmo!!!rsss

e ai, como saiu da saia justa do "X"???rssssssssssssssss

eu sou contra arminha, que seja a mais simples, de plastico....sei la, nao acho um brinquedo legal...sugira um joguinho, outro brinquedo qq...

sei la!

mas e ai, isso é virose ne?
bebe bastante liquido pra desintoxicar isso ai!!!
nao toma nada pra prender nao...

bj

Minha fábrica de sonhos... disse...

Primeira coisa, amiga. Eu nem vi que eu não estava te seguindo. Então agora acabei de te seguir, tá? veja aí se voc~e está me seguindo...

Olha, sobre a saia justa do "X", aparecerão muitas e muitas dessas aí pela frente. Por esse motivo, é muito bom incentivar desde cedo o hábito da leitura. Aqui em casa SEMPRE tive o hábito de colocar um dicionário e uma gramática na mesinha de centro da sala, isso desde que meus filhos eram bebês, porque sempre fui professora de Português e quando surgia uma saia justa em qualquer conversa, corríamos para o dicionário ou para a gramática e virou hábito.
Hoje meus filhos tem 22 anos (guri) e 16 anos (guria) e agora eles mesmos pegam o "Houaiss" ou o dicionário de sinônimo e antônimo, ou a gramática, que estão como todo sempre, na mesinha de centro da sala de TV e tiram suas dúvidas nas conversas informais. Meu marido é muito inteligente, ele também é funcionário federal e ele sabe tudo, eu, já recorro ao Houaiss.
Amiga, no momento em que seu filhote apareceu com a dúvida, seria um excelente momento para ele mesmo com a pouca idade ir até o dicionário tirar a dúvida dele, dicionário é para isso mesmo! Como eu resido em uma casa de dois andares, eu tenho dicionário em baixo, na sala de TV e no 2º andar na biblioteca, no quarto dos filhos e vou largando dicionários pela casa.

Outro assunto, da arminha... eu explicaria para o meu filho o seguinte:
Neste mundo existem pessoas diferente da gente, existem famílias diferentes, existem pais diferentes e cada um tem seu lado certo e seu lado de pensar... em hipótese alguma não caberá a você, julgar o que os outros pais fazem, tente desconversar e não falar deles com seu filho, mas diga a ele que NA SUA FAMÍLIA, NA FAMÍLIA DO SEU FILHO, vocês não acham correto uma criança brincar com arma e explique os inúmeros motivos para ele (1.armas são proibidas por lei; 2.só pode usar arma quem tem porte de arma e mesmo assim, quem tem porte de arma não sai mostrando na cintura para todo mundo ver; 3.só quem usa arma na cintura são os que trabalham na Polícia Militar, os guardas de banco, etc, pois esse é o trabalho deles; 4.Criança não usa arma e nem pode mexer com armas, isso é proibido po lei; 5.lei é para ser cumprida e se seu filho acha normal ir para a escolinha com arma na cintura e mexer com ela, ele também um dia poderá pegar uma arma de verdade e achar que é de brincadeira e acabar acontecendo um acidente; 6. explique para ele com carinho, que você quer ensiná-lo a se preservar e a fazer as coisas corretas, para que ele seja um homem de bem; 7. não é porque os colegas estão indo na aula com arminha na cintura, que ele também necessita ir, ele não é e nunca será "maria vai com as outras", pois ele e a família dele tem opiniões formadas sobre as coisas e não é porque o mundo está vestindo a cor amarela que vocês aí vão vestir amarelo; 8. dê um beijão nele e diga que ele é muito inteligente e bonito e não é uma arminha que vai mudar a indumentária de gaúcho dele; 9. pelo que pude observar, ele deve ter uns sete aninhos... peça para ele encher o bolso de bombons e levar bombons para a aula e libere-o para distribuir os bombons para os amiguinhos, isso sim é coisa que ele poderá gostar.

Se fosse meu filho ou meu afilhado (tenho um afilhadinho de quatro aninhos)... eu já teria ido na escola conversar com a coordenadora, a psicóloga e o diretor sobre o assunto... isso está erradíssimo e tem que partir da escola uma educação contrária sobre esse tipo de coisa. A responsabilidade pela educação dos filhos é dos pais enão da escola, isso a gente está careca de saber, mas o que a escola não pode fazer, é fechar os olhos para esse tipo de coisa, está errado!!!
Pegue o Zero Hora dessa semana, tem um dia que fala uma reportagem sobre o porte de arma e faca nos acampamentos... bem interessante.

Olha, eu fico super chateada com essas coisas, a escola está sendo muito omissa nesse sentido, acho o fim da picada.

amiga, depois dessa enorme carta, espero ter te ajudado.

Beijão e conte sempre comigo.
Nara.

Minha fábrica de sonhos... disse...

Primeira coisa, amiga. Eu nem vi que eu não estava te seguindo. Então agora acabei de te seguir, tá? veja aí se voc~e está me seguindo...

Olha, sobre a saia justa do "X", aparecerão muitas e muitas dessas aí pela frente. Por esse motivo, é muito bom incentivar desde cedo o hábito da leitura. Aqui em casa SEMPRE tive o hábito de colocar um dicionário e uma gramática na mesinha de centro da sala, isso desde que meus filhos eram bebês, porque sempre fui professora de Português e quando surgia uma saia justa em qualquer conversa, corríamos para o dicionário ou para a gramática e virou hábito.
Hoje meus filhos tem 22 anos (guri) e 16 anos (guria) e agora eles mesmos pegam o "Houaiss" ou o dicionário de sinônimo e antônimo, ou a gramática, que estão como todo sempre, na mesinha de centro da sala de TV e tiram suas dúvidas nas conversas informais. Meu marido é muito inteligente, ele também é funcionário federal e ele sabe tudo, eu, já recorro ao Houaiss.
Amiga, no momento em que seu filhote apareceu com a dúvida, seria um excelente momento para ele mesmo com a pouca idade ir até o dicionário tirar a dúvida dele, dicionário é para isso mesmo! Como eu resido em uma casa de dois andares, eu tenho dicionário em baixo, na sala de TV e no 2º andar na biblioteca, no quarto dos filhos e vou largando dicionários pela casa.

Outro assunto, da arminha... eu explicaria para o meu filho o seguinte:
Neste mundo existem pessoas diferente da gente, existem famílias diferentes, existem pais diferentes e cada um tem seu lado certo e seu lado de pensar... em hipótese alguma não caberá a você, julgar o que os outros pais fazem, tente desconversar e não falar deles com seu filho, mas diga a ele que NA SUA FAMÍLIA, NA FAMÍLIA DO SEU FILHO, vocês não acham correto uma criança brincar com arma e explique os inúmeros motivos para ele (1.armas são proibidas por lei; 2.só pode usar arma quem tem porte de arma e mesmo assim, quem tem porte de arma não sai mostrando na cintura para todo mundo ver; 3.só quem usa arma na cintura são os que trabalham na Polícia Militar, os guardas de banco, etc, pois esse é o trabalho deles; 4.Criança não usa arma e nem pode mexer com armas, isso é proibido po lei; 5.lei é para ser cumprida e se seu filho acha normal ir para a escolinha com arma na cintura e mexer com ela, ele também um dia poderá pegar uma arma de verdade e achar que é de brincadeira e acabar acontecendo um acidente; 6. explique para ele com carinho, que você quer ensiná-lo a se preservar e a fazer as coisas corretas, para que ele seja um homem de bem; 7. não é porque os colegas estão indo na aula com arminha na cintura, que ele também necessita ir, ele não é e nunca será "maria vai com as outras", pois ele e a família dele tem opiniões formadas sobre as coisas e não é porque o mundo está vestindo a cor amarela que vocês aí vão vestir amarelo; 8. dê um beijão nele e diga que ele é muito inteligente e bonito e não é uma arminha que vai mudar a indumentária de gaúcho dele; 9. pelo que pude observar, ele deve ter uns sete aninhos... peça para ele encher o bolso de bombons e levar bombons para a aula e libere-o para distribuir os bombons para os amiguinhos, isso sim é coisa que ele poderá gostar.

Se fosse meu filho ou meu afilhado (tenho um afilhadinho de quatro aninhos)... eu já teria ido na escola conversar com a coordenadora, a psicóloga e o diretor sobre o assunto... isso está erradíssimo e tem que partir da escola uma educação contrária sobre esse tipo de coisa. A responsabilidade pela educação dos filhos é dos pais enão da escola, isso a gente está careca de saber, mas o que a escola não pode fazer, é fechar os olhos para esse tipo de coisa, está errado!!!
Pegue o Zero Hora dessa semana, tem um dia que fala uma reportagem sobre o porte de arma e faca nos acampamentos... bem interessante.

Olha, eu fico super chateada com essas coisas, a escola está sendo muito omissa nesse sentido, acho o fim da picada.

amiga, depois dessa enorme carta, espero ter te ajudado.

Beijão e conte sempre comigo.
Nara.